Ideias de Negócios: Pimenta Responde Seus Leitores [Parte 1]

1

ideias de negócios - Pimenta Responde

Olá caro leitor deste blog que trata ideias de negócios!

Alguns dias atrás enviei um e-mail para a minha lista de subscribers.

Pedi que enviassem qualquer tipo de pergunta relacionada ao mundo dos negócios e o feedback foi muito legal!

Choveram perguntas!

Então eu selecionei algumas delas e dediquei algumas horas para respondê-las.

Se a sua pergunta ainda não foi respondida, fique tranquilo!

Em breve lançarei outro post com mais respostas.

E se quiser ainda dá tempo de mandar sua pergunta!

Você poderá ser uma pessoa que vai ajudar o ecossistema empreendedor e aparecer aqui no Business Ideas.

Basta entrar para a minha lista e começar a receber conteúdos exclusivos.

Deixe seus dados aqui abaixo:

 

Pois bem, sem delongas, vamos às perguntas e respostas de bate-pronto:

Pergunta 1

De Esmael Givá
Para Pimenta do Business Ideas:

Alô Marcelo,
Com muito interesse tenho recebido e lido suas ideias e ou suas mensagens.
Nas minhas navegações pela internet, tenho deparado com anúncios publicitários de “Trabalhe em casa”.
Isso é lucrativo e produtivo? O que me aconselha?
Por outro lado, verifico que parecem ser elegíveis só no Brasil, mas de outro modo têm anúncios que dizem ser internacionais, mas nunca bem explícito sobre como proceder.

Resposta:

Caro Esmael,
A minha sincera opinião sobre isso é que existem muitas pessoas trabalhando em casa e ganhando dinheiro. Ideias de negócios online são reais e não têm mais volta.
Alguns ganhando centenas de milhares e outros ganhando o básico para sobreviver.
E existem também aqueles que não ganham nada ainda, mas estão aprendendo e consumindo cursos e treinamentos.
Eu acredito que ninguém precisa deixar o emprego sem planejamento e ir logo decidindo começar um negócio na internet.
Dá para fazer as duas coisas ao mesmo tempo.
Trabalhar em tempo integral e depois se dedicar ao seu “Plano B” em casa.
Mas isso vai te custar uma força de vontade absurda. Afinal, quem disse que essa vida seria fácil?
Filhos e esposas podem atrapalhar muito essa dedicação, mas você vai precisar negociar com eles e tentar convencê-los de que existem outras pessoas ganhando dinheiro pela internet.
Pense comigo: de repente no primeiro mês você consegue ali seus $500, $600 e vai fazendo a coisa aumentar de tamanho até chegar em um patamar que te permita viver só disso.
Eu mesmo tenho alguns negócios totalmente virtuais e que me geram receita recorrente.
Mas pra isso eu preciso trabalhar horas e horas todos os dias.
Nada acontece como mágica. É preciso tirar forças de não sei onde.
A dica que eu dou para quem está procurando ideias de negócios e planejando começar é comprar algum método sério, como o do Pedro Quintanilha ou o Lead Lovers, por exemplo.
Indico também o Formula Negócio Online do Alex Vargas.
A direção de arte dele não é muito bonita, mas recomendo sim este método, que me ensinou vários truques “inimagináveis”.
Quando você adquire um método desses, você começa a entender exatamente como outras pessoas fazem para ganhar dinheiro pela internet.
E se não quiser comprar método algum, tente encontrar algo no You Tube grátis por exemplo.
Mas uma coisa é fato: você vai precisar investir algum dinheiro para obter retorno.
Creio que você não more no Brasil, certo?
Eu tenho muitos leitores de países como Portugal, Moçambique e Angola.
Enfim, negócios de internet não têm barreira.
Você precisa simplesmente de um meio de pagamentos internacional.
O resto das ferramentas que você necessita já são americanas (em sua maioria) e eu mesmo as utilizo de qualquer parte do mundo.
Vi recentemente que o Hotmart, a empresa brasileira que transaciona dinheiro entre negócios de internet, está se internacionalizando. Dê uma olhada nisso.
E outra opção que você pode buscar é o Click Bank, uma empresa muito conceituada no mundo todo para executar esse serviço.

Pergunta 2

De Rodrigo Alves
Para Pimenta do Business Ideas

O que sugere para que uma pessoa seja um excelente vendedor?
Sendo que o mesmo trabalha com produtos de alta qualidade, quer vender, mas não sabe como começar?

Resposta:

Rodrigo,
Pelo que entendi você tem um produto de alta qualidade.
Produtos de alta qualidade geralmente são mais caros.
Porque eles têm um posicionamento de preço premium.
Isso quer dizer que o tipo de consumidor que você busca é mais exigente.
E está disposto a pagar caro pelo produto, independente do valor.
É claro que existem exceções pra esse modelo.
Se for esse o seu caso, para ser um vendedor excelente, você tem que entender a necessidade desse público.
Você precisa entregar o que esse tipo de cliente busca.
E eu pessoalmente investiria em treinamento e atendimento.
Vamos lá, acompanhe meu raciocínio:
Minha percepção é que hoje as pessoas agem de forma tão automática que um simples sorriso pode mudar o dia delas.
É sério. Quando você entra em uma loja e o vendedor olha nos seus olhos e te cumprimenta, isso já é uma ação acima da média.
A galera costuma atender com má vontade, como se estivessem fazendo um favor para você.
Os maiores vendedores que eu conheço estão sempre de alto astral!
Eles mostram sempre o lado bom da vida deles.
O que falta para os grandes empresários é uma gestão próxima de suas equipes de vendas.
Falta método, falta treinamento. Eu diria que falta força de vontade até nesses líderes.
E se você é um vendedor querendo crescer na carreira, pense nisso.
Pense em como a sua automotivação pode ser a chave para o SEU sucesso.
Você não quer uma vida boa? Então você vai ter que ralar!
Se chefes não dão a mínima e são chucros, seja você o diferente.
Porque amanhã você será o chefe dele.
Coloque seus clientes em um pedestal.
Mas sem exagerar porque ele pode ver que você está forçando a barra.
Meu caro, quando eu tinha 18 anos li um simples livrinho que abriu demais a minha cabeça.
Não lembro muito do conteúdo, mas aquilo fez a diferença na minha vida. Deve ser bem básico, mas certeiro.
O nome dele era “Ah, eu não acredito…
Então o que eu sugiro para você é buscar vídeos ou ler livros de vendas.
É aprender a ler a mente dos seus clientes.
É aí que você começa. É aí que começa o seu sucesso em vendas.
É se colocar no lugar dessa pessoa.
É pensar em como você gostaria de ser atendido.
Seja objetivo e não fale demais. Ninguém gosta de vendedor papagaio.
Ninguém gosta de vendedor “come-cabeça”.
Ofereça os benefícios reais para a vida do cliente.
Um exemplo: ao invés de falar que “essa corda de violão possui o fator-x anti corrosão”, diga “essa corda de guitarra vai durar pelo menos 4 meses e você vai ser o rei da serenata por todo esse tempo amigão!”.
Esse é só um exemplo para ilustrar do que estou falando.

Pergunta3

De Paulina Garcia
Para Pimenta do Business Ideas:

Olá Marcelo,
Mais uma vez muito obrigada pela oportunidade.
A minha pergunta é a seguinte:
O que você faria se estivesse trabalhando como um afiliado digital para atrair clientes para o seu blog e como farias para criar a sua lista de clientes?
Obrigada
Paulina

Resposta:

Paulina,
Na minha visão, para crescer a sua base de assinantes você pode seguir 2 modelos básicos:
Da maneira “grátis”:
Que é otimizando o seu site constantemente em SEO, ou seja, aprendendo um pouco mais sobre como receber visitantes de forma gratuita através dos motores de busca.
E para isso você deve oferecer um conteúdo extremamente qualificado, para que as pessoas compartilhem sobre você e indiquem o seu site.
Um exemplo de negócio que cresce assim é o Viver de Blog, do Henrique Carvalho.
Este empreendedor digital começou do zero e está fazendo uma carreira brilhante em seus negócios.
E neste artigo aqui ele coloca links valiosíssimos para você conquistar leitores para seu negócio.
Além disso, existe um plugin muito bom para você aplicar o básico do SEO em seu site que é o Yoast para WordPress.
E algumas leituras MUITO BOAS para você aprender em sites como o Backlinko (em inglês), o Mestre SEO (em Português) e um site que eu conheci recentemente e me surpreendeu, do Rodrigo SEO.
Além disso, outra maneira grátis de adquirir leitores e lista é divulgando pelas redes sociais, através do Facebook, Twitter, Google Plus, Pinterest e Instagram.
Da maneira paga:
Que é muito eficiente e altamente recomendável, que é investindo um pouco de dinheiro em canais de aquisição de tráfego.
Eu particularmente uso muito o Facebook Ads e o Google Adwords.
Você pode investir parte do seu faturamento ou então começar investindo do zero para obter seus primeiros clientes.
Eu diria que esses são os seus canais essenciais de tração inicial.
Uma vez que você já iniciou seu trabalho com um site impecável e com todos os plugins instalados, é hora de começar a pensar em usar esses canais.
Não tenha medo. Quando você tem um conteúdo muito bom, que é o seu produto principal, você pode investir sem receio.
Para isso é preciso estudar um pouco mais dessas ferramentas.
Um dos treinamentos mais completos que eu conheço é o Facebook Ultimate do Felipe Moreira, onde você realmente pode aprender técnicas avançadas em Facebook Ads.
Eu mesmo escrevi um eBook totalmente grátis para quem quer começar a entender melhor sobre como funciona o Google Adwords e você pode baixá-lo aqui neste link.
Resumindo: você precisa implementar o seu site primeiro e logo depois que isso estiver concluído, com vários posts, você pode começar a pensar em trazer tráfego para seu site.
E assim oferecer ótimos produtos para pessoas que querem aprender alguma coisa que tenha a ver com o seu conteúdo.
Como eu disse anteriormente, recomendo alguns métodos e um dos melhores que já consumi é o Acelerador Digital do Pedro Quintanilha.
O segredo é você 1. Implementar o site; 2. Escrever conteúdos fantásticos e 3. Divulgar muito!

Pergunta 4

De Odailson Souza Oliveira

Para Pimenta do Business Ideas

O que é necessário saber o para começar um negócio de ramo de confecções?

Resposta:

Caro Odailson,
Sinceramente eu nunca trabalhei no ramo de confecções, a não ser quando fui fotógrafo publicitário para diversas marcas de Franca, minha cidade natal, criando alguns editoriais de moda.
Mas creio que eu possa te ajudar da seguinte forma, assim como para qualquer negócio.
Aliás, é preciso começar pequeno, pensar grande e trabalhar insanamente!
A primeira coisa que eu faria é decidir um nicho para atuar.
Se o negócio for local, com lojas físicas, eu avaliaria o que já tenho em minha cidade.
Por exemplo, se existem diversas lojas de bebê, eu faria uma loja de bebês para as primeiras idades, de 0 a 2 anos. Ou seja, eu definiria um nicho.
Outro exemplo: se a minha cidade possui algumas lojas de roupas tradicionais e básicas, eu atuaria em um nicho distinto.
Por que não começar a atuar no nicho de confecções acima do básico.
Eu desenvolveria um negócio dentro de um nicho totalmente específico.
Eu pensaria no público que eu observo na minha cidade.
Se existem muitos rockeiros, uma loja para eles.
Se existem muitos idosos, roupas para eles.
Se existe uma forte comunidade LGBT, confecção para eles.
Se existe uma grande quantidade de pessoas obesas, roupas do tamanho grande.
A única coisa que eu não faria seria uma loja do tipo “confecções em geral”.
Isso é atirar pra todo lado.
Pense em como você quer ser reconhecido.
Você atrair os melhores clientes? Atraia aqueles que possuem certa dificuldade em sua cidade.
O que falta aí? Que tipo de negócio as pessoas comentam que não existe?
Por que não pensar em uma loja de artigos para futebol exclusivamente.
Uma forma de entender o que as pessoas buscam em determinado local é utilizando o Google Keyword Planner exclusivamente em sua cidade.
Pesquise sobre isso e você verá uma infinidade de oportunidades.

Pergunta 5

De Restaurante Caranguejo do João

Para Pimenta do Business Ideas

Marcelo, tenho restaurante no ramos de venda de caranguejos  e estou pensando em fazer entregas em domicílio.
Por onde começo nas entregas?

Resposta:

Caro João,
Essa pergunta é interessante.
Sinceramente eu começaria atendendo a uma pequena área muito próxima do meu restaurante.
Creio que na sua região as pessoas já te conhecem e seria mais fácil divulgar o seu novo serviço de entregas.
Então você pode testar o seu potencial de entrega para expandir logo depois.
Algumas empresas, por exemplo, utilizam somente o modelo de entregas.
Eles aboliram totalmente os seus restaurantes e começaram a utilizar somente delivery.
Um exemplo delas é a Domino’s Pizza, que é claro uma empresa muito grande, mas tenho exemplos de empresas bem pequenas e que estão dando muito certo.
Uma delas é o Yakissoba Delivery de Guararema-SP.
E outra é o Didio Pizza, que já não é mais pequeno, mas utiliza somente o modelo de entregas de pizza.
Fique de olho nisso, João, pode ser um ótimo canal de vendas para a sua expansão.
Se você tiver um site, coloque um campo de CEP para saber de onde estão vindo os pedidos.
Ou então solicite o CEP como a primeira pergunta do seu script de entregas.
E então você começará a ver de onde as pessoas estão solicitando mais pedidos.
Se você concluir que sua área de atuação é maior do que a sua região, expanda a sua atuação.
Faça contratos com empresas de entregas.
Até aqui em São Paulo, onde temos um mercado totalmente estabelecido, existe uma dificuldade muito grande de você conseguir atendimento na madrugada, por exemplo.
Alguns dias atrás eu queria pedir comida em casa às 2h da manhã e não achei nada interessante.
Por aqui as pessoas usam muito o iFood, o Pedidos Já e o Hello Food para entregas de refeições.
Se você tiver a oportunidade de entrar em um desses serviços, faça-o!

Conclusão

Essa é minha visão sobre alguns desses temas.
Não representam a verdade absoluta, mas é o que percebo de acordo com as minhas vivências corporativas ou não.
Agradeço aos leitores se puderem deixar seus comentários logo abaixo deste post.
E se você tem alguma pergunta, deixe abaixo seus dados e entre para a lista de assinantes do Business Ideas.
Um grande abraço e até breve!
Share.

About Author

Marcelo Pimenta é fundador da LeadseVendas.com, uma empresa especializada em aquisição de clientes (marketing de performance, SEO, landing pages, email marketing, growth hacking).Pós graduado pela ESPM e com especialização em Negócios Internacionais pela Florida International University (Miami, EUA).Foi Diretor de Marketing da Verisure Brasil, a maior empresa de Alarmes Monitorados da Europa.Foi um dos co-fundadores da Vale Presente Mastercard, onde atuou por 4 anos como Gerente Geral de Marketing e Produtos.Além disso, trouxe a marca americana de camisetas Threadless para o Brasil e foi head da área de social commerce da varejista Magazine Luiza.Ajuda empreendedores em todo o Brasil e organiza o meetup dos Growth Hackers de SP http://meetup.com/growth-hackers-spLinkedin: http://br.linkedin.com/in/pimentamarcelo/ e-mail: pimenta@businessideas.com.br

1 comentário

  1. Pingback: Como Iniciar Uma Startup Sem Conhecer Programação

Leave A Reply