Startups financeiras – fintech – o panorama do Brasil como você nunca viu

28
startups financeiras fintech o panorama do brasil
Você imagina quantas startups financeiras – fintech (financial technology) existem no Brasil?
Esse segmento é gigantesco no Vale do Silício, mas aqui no Brasil também está despontando rápido. Aliás, mais rápido do que eu imaginava.
Eu fui um dos co-fundadores da Vale Presente S.A., uma empresa de cartões pré-pagos e giftcards.
Vale Presente Empresas Cartões Pré-Pagos
Um dia essa empresa foi um simples rabisco em um guardanapo. E hoje se tornou uma empresa milionária, com parte de suas ações adquirida pela Caixa Federal.
Esse é um verdadeiro case de sucesso no Brasil e sugiro você ler a respeito. Mesmo porque seu principal investidor é o Sr. Carlos Wizard, dono da rede de franquias Mundo Verde (e um serial business man pelo qual tenho muito apreço).
Enfim, eu conheço bem os meandros do mercado financeiro e poderia escrever horas a respeito. Infelizmente ele não é dos mais sedutores em termos de velocidade e inovação, mas é com certeza o mais lucrativo.

Startups financeiras – fintech – máquinas de fazer dinheiro

Máquina de fazer dinheiro
Caro leitor, se você não está neste segmento, você não imagina a quantidade de “linhas de receita” que podem existir quando você trabalha com dinheiro.
Todos vivem falando que “banco ganha dinheiro de tudo que é lado”, mas poucos sabem de onde vêm as belas fatias.
Mas enfim, descrevi essa introdução para reforçar só uma coisa:
– Se você está pensando em abrir um negócio, considere o mercado financeiro (ou fintech).
Recentemente eu conversei com um venture capitalist americano.
E ele estava em busca de uma empresa para investir no Brasil.
Sua única obrigatoriedade era: “Pimenta, it HAS TO BE a fintech company, ok?
É claro que ele já avançou a negociação e agora já não há mais espaço pra esse deal.
Mas como sou muito curioso, fiz uma lista com todas as startups que encontrei no segmento de fintech.
E meu objetivo em te apresentar essa lista é o seguinte:
Te entregar o panorama das startups financeiras no Brasil.
Isso pode te poupar trabalho no sentido de:
– Analisar quais empresas já estão consolidadas e o que pode ser uma oportunidade;
– Ver quem está fazendo errado e lançar um competidor melhorado;
– Estudar modelos de negócios financeiros e ver como esses caras ganham dinheiro;
– Inspiração para conhecer ótimos produtos e lançar algo complementar a eles;
– E te inspirar a largar o seu emprego atual e ser empreendedor (esse é meu objetivo todos os dias!)

E uma última conclusão antes de ir pra lista:

A maior parte das startups de finanças que encontrei são muito competitivas.
Estão em um ótimo patamar de execução e captação de recursos.
Se são lucrativas ou não, isso não consigo afirmar.
Mas ver o que nossos empreendedores estão construindo é de dar orgulho a qualquer brasileiro.
Está gostando deste artigo? Clique aqui para Twittar!

Confira a lista de Startups Fintech no Brasil

Finanças pessoais

Guia Bolso Finanças Pessoais
Geralmente são aplicativos que ajudam as pessoas a economizarem dinheiro e gastarem melhor os seus recursos.
A inspiração pra esse modelo de negócio é o Mint, uma empresa do Grupo Intuit (um dos mais respeitados em fintech nos Estados Unidos).
O destaque para esse segmento é o Guia Bolso, que tem investimento da Kaszek Ventures e participação dos fundos e.Bricks e Valor Capital.

Investimentos e gestão de recursos

Magnetis investimentos
São startups que de alguma forma te ajudam a investir melhor suas riquezas.
Funcionam baseadas em algoritmos plugados a alguma inteligência de fundos de investimento.
Quem serviu de inspiração para esse mercado são as americanas Wealthfront, Betterment e Personal Capital, conforme eu já escrevi neste post.
As brasileiras:

Meios de Pagamento

Vindi Plataforma de Pagamento Recorrente
Esse é definitivamente um dos maiores mercados existentes no mundo.
Começou lá atrás com a MasterCard e a Visa.
Quem não trabalha neste segmento não imagina a quantidade de empresas que fazem parte dessa cadeia:
1. Banco emissor do cartão de crédito/débito (Itaú, Bradesco, etc);
2. Bandeira (MasterCard, Visa, Amex)
3. Adquirente (Cielo, Rede, Getnet) e os sub adquirentes (que são essas startups abaixo: Pagseguro, MercadoPago, etc);
4. Processadora (empresas que processam e autorizam as transações financeiras – Fidelity, CSU);
5. Estabelecimentos (que são as próprias lojas que recebem o dinheiro, descontadas as taxas que essas outras empresas recebem).
Por isso, quando você tem um país com a maior parte das transações em cartões de crédito e débito, imagine o volume financeiro transacionado.
No entanto, quem revolucionou o mercado de meios de pagamento recentemente foi o Square, percebendo que as pessoas migrariam totalmente para os pagamentos em smartphones.
E o Square fez mais que isso. Ele permitiu aos pequenos comerciantes receber dinheiro eletrônico pela primeira vez (pipoqueiros, pequenos cafés, vendedores ambulantes).
Eu fui ao escritório do Square em San Francisco, conforme relatado neste post.
Enfim, e agora destaco algumas empresas de meios de pagamentos brasileiras ou que possuem operação por aqui:
Unipay http://unipay.com.br/index.html

Conciliação e Plataformas de Crédito

Nubank
O mercado de crédito no Brasil é uma grande oportunidade.
Não digo em relação a criar uma bandeira do zero, mas em suportar esse mercado com empresas complementares.
Abaixo temos algumas empresas e coloco neste mesmo cluster a Nubank, a primeira emissora de crédito que uniu um ótimo aplicativo a um tom de voz atual para se lançar ao mercado:

Crowdfunding ou financiamento coletivo

Vakinha, financiamento coletivo
O crowdfunding dispensa muitas apresentações, uma vez que já se estabilizou como negócio pelo mundo.
As maiores referências hoje são Kickstarter e Indiegogo, plataformas que permitem pessoas criativas arrecadarem dinheiro para seus projetos.
Veja no Brasil quais são as plataformas que encontrei:
Broota (para Startups) http://www.broota.com.br/
Eu Sócio (p/ startups) https://www.eusocio.com.br/
Juntos com vc http://juntos.com.vc/

Bitcoin

Mercado Bitcoin
O mercado de bitcoin no mundo já tem muitos players, mas imagino que ainda vai se desenvolver muito.
Enquanto uns acreditam que esse “dinheiro virtual” é uma espécie de bolha, outros estão investindo pesado aqui no Brasil.
Conheça alguns dos players com certo destaque:

Carnê / Empréstimos

Bank Fácil Empréstimos
Emprestar dinheiro, este é o resumo do cluster de empréstimos.
Encontrei apenas três players no Brasil:

Redes de Afiliados

Boo-Box
Geralmente são plataformas intermediárias, onde:
1. De um lado fica o varejista ou produtor;
2. De outro fica o “divulgador”, que geralmente é um blogueiro ou alguém que tenha grande potencial de divulgação.
Hoje no Brasil essas plataformas estão movimentando muito dinheiro e creio que ainda exista muita oportunidade para competir. Vamos aos principais no Brasil:

Boleto bancário

Boleto Simples Bancário
São plataformas que geram boletos bancários para e-commerces:

Gestão Financeira ou Gestão Completa de Negócios para pequenas e médias empresas

Conta Azul
O nome da categoria já fala por si, mas encontrei uma grande diversidade de startups atacando este segmento.
E são empresas muito bem estabelecidas, de aportes milionários, como é o caso da Conta Azul, que recebeu aporte recente da Tiger Global.

Cash Back / Rewards

Méliuz Cashback
Startups de cashback funcionam devolvendo dinheiro ou benefícios para pessoas que compram em determinadas lojas / varejistas.
Veja quais são os players que se despontam no Brasil:
BrandZapp (ex Belezuca) http://www.brandzapp.com.br/

Orçamentos

Trakto Pro, orçamentos
Encontrei uma startup brasileira que envia “orçamentos elegantes” aos clientes de seus usuários:

Notas Fiscais

Nfe-io Notas Fiscais
Startups que ajudam sua empresa a emitir notas fiscais:

Conclusão

São muitas startups financeiras – fintech.

Cada uma tem o seu próprio modelo de negócio, outras são muito parecidas entre si, mas sempre existem os pioneiros e aqueles que estão em um melhor momento de tração (aquisição de clientes).

No entanto, o momento dessas empresas é ainda muito inicial, e certamente você pode pensar em ser um novo entrante.

Seja dentro desses clusters ou criando algum novo, inexplorado.

Se você quiser dar uma olhada para as empresas fintech americanas, sugiro checar o site do Angel List.

Talvez a sua mina de ouro esteja lá.

Você conhece alguma outra empresa fintech que não coloquei nessa lista?

Caso sim, agradeço muito se puder comentar abaixo.

Ou então comente o que achou desse post pra eu possa me sentir motivado a escrever mais.

Até logo!

Share.

About Author

Marcelo Pimenta é fundador da LeadseVendas.com, uma empresa especializada em aquisição de clientes (marketing de performance, SEO, landing pages, email marketing, growth hacking).Pós graduado pela ESPM e com especialização em Negócios Internacionais pela Florida International University (Miami, EUA).Foi Diretor de Marketing da Verisure Brasil, a maior empresa de Alarmes Monitorados da Europa.Foi um dos co-fundadores da Vale Presente Mastercard, onde atuou por 4 anos como Gerente Geral de Marketing e Produtos.Além disso, trouxe a marca americana de camisetas Threadless para o Brasil e foi head da área de social commerce da varejista Magazine Luiza.Ajuda empreendedores em todo o Brasil e organiza o meetup dos Growth Hackers de SP http://meetup.com/growth-hackers-spLinkedin: http://br.linkedin.com/in/pimentamarcelo/ e-mail: pimenta@businessideas.com.br

28 Comentários

    • Olá Sérgio,

      Obrigado pela contribuição. Acabei de adicionar no post, em “Meios de Pagamento”.
      O modelo de negócio é interessante, mas é preciso investir bastante energia nos canais de distribuição e na aceitação pelos ecommerces.

      Tomara que tenham sucesso!
      Abs

  1. Gostei do post, só acho que faltaram alguns nomes aí. Em Conciliação por exemplo, a Concil (http://www.concil.com.br/), líder de mercado valeria a lembrança. Assim como o Extrato Certo – https://www.extratocerto.com.br/site/ que tem clientes grandes.

    Notas fiscais o E-Notas também vale a citação. Já em pagamentos, a Unipay está inativa, por enquanto. Se falou da Maxipago, não acho justo não falar da Braspag e Mundipagg, que fazem exatamente a mesma coisa.

    Abs

  2. Jacob van den Berg on

    Olá Marcelo, Ótimo artigo, parabéns!
    Pode incluir bkper, fintech startup de Belo Horizonte, com o proposito de simplificar a gestão financeira e contábil para usuários Google Apps.
    about.bkper.com

  3. Olá Marcelo.
    Post bem interessante para ter uma visão geral sobre o fintech no Brasil.
    Gostaria de mencionar a Lendico (https://www.lendico.com.br) na categoria de Empréstimos, que é uma empresa com investimento da Rocket Internet que iniciou a sua operação em julho de 2015.

    Abraço.

  4. Pingback: Start (me) up! – FTKNet

  5. Olá! Tem a Zetra ( http://www.zetrasoft.com.br ), que desenvolveu o eConsig, plataforma de benefícios consignados em folha de pagamento. A plataforma digital eConsig administrou R$ 60 bilhões em empréstimos consignados no ano de 2016 – número próximo ao estoque do Banco do Brasil (superior a R$ 63 bilhões), líder do mercado neste tipo de operação em 2016.

Leave A Reply